Hoje trago a sétima e última dica da série sobre como vencer de vez  procrastinação: dê limites a você e faça agora!

agora-3

 

Se não leu os artigos anteriores, acesse pelos links abaixo:

– dica 1: inevitabilidade

– dica 2: dividir tarefas

– dica 3: planeje seu tempo

– dica 4: declare publicamente

– dica 5: o hábito contra a procrastinação

– dica 6: o mais importante primeiro

Quero te mostrar como devemos nos dar limites e agirmos conscientemente, escolhendo o que fazemos, e não deixando que a vida faça isto por nós. Vamos lá?

 

Hoje não. Eu faço amanhã

Nós temos a mania de nos avaliarmos em alta conta, quando se trata de realizar ações que tem prazo ou são importantes. Como forma de não encararmos a responsabilidade que temos para hoje, jogamos para o nosso “eu do futuro” o poder de resolver o assunto. Agimos como se esse “eu do futuro” fosse mais poderoso e focado que o nosso eu do presente. No dia seguinte, agimos igualzinho, e vamos procrastinando.

banner_a-gratidao-transforma-1

Fazemos isto o tempo todo. Exemplos clássicos: deixo de estudar para um concurso/prova hoje para estudar amanhã; deixo de começar uma dieta/ exercícios físicos, para começar na segunda-feira… Tem também os trabalhos, relatórios, TCCs, que deixamos para fazer quando falta pouquíssimo prazo para a entrega, “porque é super fácil, não preciso fazer hoje.”

Na prática, achamos que amanhã estaremos mais preparados, menos inseguros, e esquecemos, nesta fuga mental, que a mudança interna vem da mudança nas nossas ações. O que fazer então?

 

Dê limites a si mesmo

Dar limites a si mesmo é uma atitude que precisa da vontade consciente. É escolher não assistir à novela, ao seriado, ou simplesmente ir dormir ou passear, só para dar alguns exemplos, quando se tem uma obrigação ou ação importante a realizar.

É escolher entre ligar para a Candinha, que nos deixou mensagem no whatsapp, ou se dedicar a um projeto, a um processo, a um estudo que vai te dar possibilidades de melhorar de vida, de emprego.

Dar limites a si mesmo é parar de deixar o medo e a insegurança dirigirem sua vida. Já falamos disto em dicas anteriores. Se você não se der limites, ninguém poderá te dar. Se você não fizer o que precisa, você tem 100% de chances de nada acontecer, de uma resposta ou mudança positiva chegarem até você. O não está com você neste momento. O sim só vai ter possibilidade de acontecer se você parar de se sabotar.

agora-2

Sabe que está com colesterol alto? Não vai comer fritura hoje. Sabe que tem um TCC para entregar daqui a dois meses, ou toma “bomba” no teu mestrado? Vai pesquisar e redigir o que precisa hoje. Sabe que teu relacionamento está indo pelo ralo porque não conversa com o parceiro? Vai ter a conversa hoje. Sabe que se não fizer o controle do fluxo de caixa da empresa ela vai quebrar? Pois vai fazer hoje.

Você dá limites ao seu “eu sabotador”, ao seu “eu com medo”, ao seu “eu inseguro”. No lugar dele, deixe aflorar seu “eu realizador.”

 

Faça agora

Nas dicas anteriores já falamos sobre estipular horários, fazer primeiro o mais importante, não se distrair com assuntos urgentes mas que fujam de seus reais objetivos e necessidades.

David Allen, um guru da produtividade, em seu livro “A Arte de Fazer Acontecer”, nos dá um esquema interessante, para que você saiba separar as tarefas – e materiais associados à tarefas. Ele fala que tudo o que temos a fazer/separar devemos considerar como a nossa “caixa de entrada”.

Do que está nessa caixa de entrada, fazemos a pergunta: “é passível de ação?” Quando não há ação envolvida, ou o assunto/ material vai:

  • Para o lixo (irrelevante, sem importância, fazer isto não me levará a nada)
  • Ser guardado para ser realizado algum dia (ou seja, não é mesmo algo com necessidade de ser feito, muito menos agora)
  • Servir de referência para outra ação que você sabe que irá realizar em breve.

Se, por outro lado, for passível de ação, temos as três alternativas que se seguem.

 

A regra dos dois minutos

A pergunta aqui é: vai levar menos de dois minutos para realizar?

agora-1

Se a resposta for “sim”, então faça agora. São tarefas que só você pode fazer, são relevantes e podem ser executadas imediatamente. Assim também você evita que seu subconsciente fique o tempo todo relembrando que aquela tarefa simples não foi ainda feita! Também não perde energia com isto.

Se a resposta for “não”,  ou seja, leva mais do que dois minutos para realizar, há duas opções:

  • Delegue – aqui são atividades que não dependem diretamente de você. Quer exemplos? Consertar a rede elétrica, ou alguma torneira de sua casa. Se você não é encanador ou eletricista, a sua tarefa (de 2 minutos) é ligar para o profissional e agendar a visita para que ele realize o conserto. Sua função, depois disto, é esperar o profissional. Só.
  • Adie – aqui são tarefas que só você pode fazer, mas não dá para ser agora. Exemplos: sua consulta médica, seu exame, uma prova que você precise marcar o dia, fazer seu passaporte para viajar… sua tarefa (de 2 minutos) é marcar o dia em que fará esta tarefa, via telefone ou internet, colocar em sua agenda e cumprir o compromisso no dia marcado.

 6fd2fb765473347f231f463663276b020b0ebd8c4b99527c79pimgpsh_fullsize_distr

Fiz em dois minutos, deleguei, coloquei na agenda. E agora?

Agora que as múltiplas tarefas que poderiam te distrair saíram do meio – ou seja, você já começou a se dar limites – o que sobra são tarefas relevantes, que precisam ser realizadas agora e em dias subsequentes, para alcançar determinado objetivo.

Você não vai perder tempo pensando na torneira pingando, nem no passaporte que precisa tirar, ou no médico que precisa marcar. Não vai perder tempo olhando o álbum de recortes que você fez em 1995 (a não ser que vá escrever um livro sobre aquela época). Ao contrário, você vai ligar para o encanador, agendar hora na polícia federal, ligar para a secretária do médico, e jogar o álbum de recortes fora, ou colocar na pasta referente ao livro que você vai escrever.

E com as tarefas relevantes e que tomam mais que dois minutos, e vários dias para serem executadas? Estas são as tarefas que você vai fazer agora. E amanhã. E depois de amanhã. Até realizar seu objetivo.

agora-4

Seja estudar para um exame ou concurso; seja começar a academia ou a dieta; seja iniciar a elaboração do projeto, não importa. Comece hoje. Comece agora. Cada vez que teu subconsciente acionar este mecanismo de adiar, pare imediatamente. Dê limites à essa voz interna, selecione as tarefas e execute agora o que é preciso.

 

A sua colheita após tomar estas atitudes

Você perceberá os benefícios de ter tomado as rédeas da situação em pouco tempo. Quando menos esperar, terá perdido os quilos extras, terá seu projeto pronto, e saberá de cór a matéria do exame ou concurso. Sendo objetivo no que faz, terá seus compromissos agendados, seu espaço arrumado, e seu trabalho realizado sem lhe roubar energia.

Está aí mais um segredo de como combater a procrastinação e mudar seus mecanismos sabotadores. As dicas de hoje, junto com as outras seis anteriores, são formas eficazes e complementares para que você tenha êxito em seus objetivos de vida, sejam eles pessoais ou profissionais.

Assista agora ao vídeo que fiz sobre o assunto.

Se você experimentou e gostou das dicas, deixe o seu comentário. É muito importante para mim saber o que você acha. E compartilhe! Ficarei muito feliz se puder ajudar mais e mais pessoas! Para mais conteúdos relevantes, assine nossa newsletter, clicando no botão abaixo.

bt_receber

03/11/2016

Dica 7: dê limites a si mesmo e faça agora!

Hoje trago a sétima e última dica da série sobre como vencer de vez  procrastinação: dê limites a você e faça agora!   Se não leu os artigos anteriores, acesse pelos links abaixo: – dica 1: inevitabilidade – dica 2: dividir tarefas – dica 3: planeje seu tempo – dica […]
02/11/2016

Dica 6: o mais importante se faz primeiro!

Hoje estou aqui voltando à sequência de sete dicas para vencer a procrastinação. A dica de hoje é: faça primeiro o mais importante. Este assunto aparece no livro “7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, de Stephen R. Covey. Se você perdeu alguma postagem anterior, clique nos links abaixo: – dica […]
29/10/2016

Empatia: O que Realmente é Se Colocar no Lugar do Outro

Gosto sempre de trazer dicas de filmes que trazem aprendizado. E hoje quero falar do filme “Se Eu Fosse Você”, com Glória Pires e Tony Ramos. Cinema é uma de minhas paixões, tanto que tenho dois livros, em parceria com meu amigo Douglas Peternella, falando exatamente sobre as lições que […]
28/10/2016

O medo de fracassar paralisa sua vida

Você já reparou como o medo do fracasso é capaz de paralisar a sua vida? Observe quantas coisas você deixou de fazer por medo que elas não dessem certo ou não funcionassem da maneira como você gostaria. Hoje quero ensinar uma forma de superar o medo do fracasso. O que […]
27/10/2016

Dica cinco: o hábito contra a procrastinação

venho com a dica número cinco contra a procrastinação: faça o comportamento que você quer ter virar um hábito. Se você perdeu as dicas anteriores, acesse abaixo: -dica 1: inevitabilidade -dica 2: dividir tarefas -dica 3: planeje seu tempo -dica 4: declare publicamente   Parece muito complicado colocar em prática […]
26/10/2016

Dica 4 contra a procrastinação: declare publicamente

Hoje quero apresentar a dica número quatro, declare publicamente, contra a procrastinação. Esta sequência de sete dicas sobre vencer ou manter sob controle a sua procrastinação está imperdível. Se você perdeu as anteriores, clique nos links: –dica 1: inevitabilidade –dica 2:  dividir tarefas –dica 3: planeje seu tempo   Declare publicamente […]
22/10/2016

Educação vem de berço: verdade ou mentira?

Você já deve ter ouvido esta frase: “a educação vem de berço”. Ela faz sentido para você? Gostaria de propor uma reflexão hoje sobre este tema. Quanto você acha que a educação tem influência no meio em que convivemos? Será que expressar-se educadamente, usando “por favor, “com licença”, “obrigado”, altera […]
21/10/2016

Saiba o motivo do crescimento de meus alunos ser rápido!

Alguma vez você já se perguntou porque o crescimento pessoal, profissional ou emocional acontece mais rápido quando é feito sob a orientação de um professor, mestre ou mentor?  Pois hoje vou responder a uma pergunta que muitas pessoas fazem para mim. Quando  eles leem os relatos dos alunos e veem […]
20/10/2016

Revisão Interna: um exercício de gratidão para você

Você costuma fazer uma autoanálise periódica, uma revisão interna, como um raio x do que está acontecendo num período de sua vida? Pois eu quero te apresentar um dos exercícios que proponho no meu curso “A Gratidão Transforma”, que possui este objetivo. O motivo de compartilhá-lo com você é simples: […]
19/10/2016

100 passos da gratidão: mude com esta prática!

Você acreditaria se eu dissesse que dar somente 100 passos, proferindo uma palavra pode mudar sua vida? Pois eu quero te apresentar hoje um exercício muito simples, que eu proponho aos meus alunos do curso “A Gratidão Transforma”. Não leva muito tempo, e este e mais outros exercícios vem auxiliando […]