Hoje o assunto é IRLEN e eu quero conversar com você não no papel de psicóloga, palestrante, autora de 5 livros mas sim na qualidade de mãe. E eu quero pedir a sua ajuda para compartilhar esse artigo e vídeo com o maior número de pessoas possíveis porque o tema é realmente importante e pode estar afligindo seus filhos, sobrinhos, ou outras crianças significativas em sua vida sem que você ao menos desconfie.

irlen 1

Eu sou mãe de 3 filhos e a minha filha do meio, a Natália, que hoje tem 16 anos, desde muito cedo apresentava um problema de comunicação e aprendizagem que me fez percorrer uma infinidade de profissionais, entre eles pediatras, oftalmologistas, otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos, psicopedagogos, neurologistas, psicólogos, psiquiatras a fim de procurar identificar exatamente qual era a dificuldade dela e como poderíamos ajudá-la. Natália passou por vários diagnósticos e a conclusão que se chegou é que ela possuía dislexia, déficit de atenção e problemas de processamento auditivo. Foi constatado que ela possuía um QI muito acima da média esperada, mas que não processava as informações corretamente.

Descoberta da Síndrome de Irlen

Começamos a fazer anos e anos de tratamentos consecutivos, porém não percebíamos um progresso significativo. No final do ano passado ela começou a se queixar de uma dificuldade para enxergar; corremos novamente nos oftalmologistas, não em apenas um, mas cinco, pois ninguém encontrava a causa do problema relatado por ela. Em seguida apelamos para os neurologistas e aí também nada foi encontrado.

banner_a gratidao transforma

Acontece que um dos oftalmologistas, o dr. Fábio dos Reis Spada, em Florianópolis, a quem sou muito grata por tamanha sensibilidade para identificar o que poderia estar ocorrendo com minha filha, havia lido a respeito de uma síndrome chamada Síndrome de Irlen. O assunto só é conhecido no Brasil há 4 anos, embora na Europa e nos Estados Unidos o quadro já tenha sido identificado e venha sendo tratado há mais de 25 anos. Na realidade no Brasil existe um único hospital que atende casos de Irlen; ele fica em Belo Horizonte, o HOlhos dr. Ricardo Guimarães e a especialista em Irlen é a Dra. Marcia Reis Guimarães. http://holhos.com.br/

Marcia Reis Guimaraes

Aqui cabe um parênteses porque foi sincronicidade demais: dois médicos com o sobrenome Reis, embora não sejam parentes e nem se conheçam pessoalmente, e o pai da Natália, meu marido, também tem o mesmo sobrenome! É como se toda a realeza tivesse resolvido se reunir para ajudar a minha filha!!

Mas vamos voltar ao Irlen. Quando fiz contato por telefone com o HOlhos em BH avisaram-me que em todo o Brasil existem profissionais chamados Screeners, certificados pela doutora Marcia, tornando-se aptos para aplicação da metodologia, identificação dos déficts, além de seleção do melhor recurso (overlay) para o uso individualizado da criança. E foi o que eu fiz e na avaliação prévia não deu outra: realmente minha filha apresentava o referido quadro.

Então vamos entender o que é a Síndrome de Irlen.

Trata-se de uma dificuldade relacionada à Manutenção da Atenção, Compreensão e Memorização e à atividade ocular durante a leitura, cuja consequência é um déficit de Aprendizado, que pode comprometer o comportamento do indivíduo e suas Relações Sociais. A Síndrome de Irlen – que recebeu o nome da Dra. Helen Irlen, psicóloga americana responsável pela descoberta e pelos estudos internacionais sobre o assunto – ainda é muito pouco difundida no Brasil, apesar de já existirem Centros de Diagnóstico e Tratamento em 42 Países.

 

A Síndrome de Irlen pode afetar pessoas de todas as idades

irlen 2

Agora pasmem para a seriedade disso: Pesquisas indicam que cerca de 46% das pessoas com dificuldades escolares TEM Síndrome de Irlen, condição que afeta PESSOAS de todas as idades, com Inteligência Normal ou Superior à média e está relacionada à desorganização no cérebro, das INFORMAÇÕES recebidas pelo Sistema Visual.

Pesquisas realizadas no Brasil são ainda mais alarmantes: a cada 7 crianças ao menos uma apresenta algum nível de dificuldade relacionada ao Irlen!

 

E o que causa o Irlen?

Sua causa é uma sensibilidade extrema a certas ondas de luz, o que provoca, por exemplo, distorções em materiais de leitura e escrita, resultando em menor qualidade no desempenho escolar e de vida. Por favor, não confunda com uma simples fotofobia, ou sensibilidade aumentada para a claridade, não é disso que estamos falando. O problema é muito mais complexo. Continue me acompanhando.

Essa sensibilidade extrema a certas ondas de luz gera dificuldades nas atividades diárias e escolares, pois produz perda de foco, distorções principalmente em material gráfico ou mapas, inversões de letras, trocas de palavras, perda de linhas num texto, desconforto nos olhos, cansaço, distração, sonolência, dores de cabeça, enxaqueca, hiperatividade, irritabilidade, enjôo e fotofobia, tudo isso após um intervalo relativamente curto de esforço despendido, na tentativa de realizar o processamento das informações visuais.

Esses sintomas podem levar os profissionais da saúde a erroneamente e por total desconhecimento da Síndrome de Irlen a diagnosticar seu filho como tendo dislexia, déficit de atenção, autismo, hiperatividade, problemas de processamento auditivo e até esquizofrenia, pois o cérebro de quem sofre de Irlen é super estimulado, podendo provocar o aparecimento de alucinações visuais, auditivas e até cinestésicas.

Mas o médico de sua confiança pode ter se enganado tanto no diagnóstico de seu filho? Pode sim, simplesmente porque ele NUNCA OUVIU FALAR da Síndrome de Irlen! Acredite: fiz tratamento durante três longos anos com fonoaudiólogas para tratar do processamento audito de minha filha, dei remédio para TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) e agora descubro que a questão era de processamento visual, por isso os resultados não apareciam!

irlen 3

E como eu tenho certeza de que este não é apenas mais um diagnóstico errado?

Primeiro porque o currículo da Dra. Marcia não deixa dúvidas quanto à sua competência e preparo técnico: Mestre me Biologia Molecular pela Universidade de Paris, ex-parceira do Instituto das Forças Armadas de Washington- DC, Doutora em Neurovisão pela Faculdade de Medicina UFMG, Chefe do Departamento de Qualidade da Visão do Hospital dos Olhos de Minas Gerais, Professora e Coordenadora de Embriologia Ocular do Curso de Ciências Básicas. Como se o seu preparo técnico não bastasse, a Dra. Marcia aprendeu tudo o que sabe direto na fonte, realizando pesquisas com a equipe da NASA, sendo que vários dos equipamentos utilizados no diagnóstico que ela realiza foram trazidos de lá.

Além disso, vi com meus próprios olhos a mágica acontecer na minha frente. A Dra Marcia pediu para que minha filha lesse um texto simples em nossa frente e a Natália, como sempre vi até hoje, leu com extrema dificuldade, gaguejando, acompanhando as linhas com o auxílio do dedo indicador, tropeçando nas palavras.

 

Diagnosticando a Síndrome de Irlen

Aí a Dra. Marcia colocou o overlay sobre o texto, que nada mais é do que uma transparência de acetato, semelhante a uma chapa de radiografia, só que colorida, sendo que no caso da minha filha as cores indicadas são o roxo e o azul escuro, e a Natália começou a ler o texto QUATRO vezes mais rápido, sem gaguejar, sem ajuda do dedo, sem tropeçar uma única vez, com a voz firme e confiante.

Quando ela percebeu a mágica, caiu no choro e eu também. Em 16 anos de vida da Natália eu nunca havia presenciado minha filha conseguir ler assim. E quando perguntei o que houve, ela me disse: “As sombras coloridas das letrinhas sumiram, os riozinhos entre as linhas e colunas também, e a folha ficou branca”. Eu não entendi nada. E perguntei: “Mas filha, você sempre enxergou assim tão distorcido? Por que você nunca nos avisou”? E quem respondeu a pergunta foi a dra. Marcia: “Porque ela não sabia que isso não era o normal, que os outros enxergavam diferente; ela não possuía parâmetro de comparação”!

Talvez você saiba, mas talvez você não saiba qual é o sentimento de alegria ao perceber que enfim você vai poder ajudar sua filha a levar uma vida normal, sem precisar fazer um esforço tremendo para se adaptar ao nosso mundo, sem se sentir diferente, inferiorizada, excluída. Então, continue comigo porque tenho mais informações valiosas para compartilhar e conto com você para fazer esse artigo e esse vídeo chegarem às mãos de todas as escolas, pais e professores do mundo!

E como é o tratamento da síndrome de Irlen?

São feitas intervenções psicopedagógicas e médicas para preparar a criança para lidar com a sua diferença, mas boa parte das limitações já é sanada com a utilização do método Irlen, que consiste na avaliação do problema e indicação de sobreposições coloridas chamadas de overlay (transparências de acetato) sobre os textos ou filtros seletivos (lentes coloridas em óculos que recebem um tratamento nos Estados Unidos). As transparências de acetato, ou overlay são colocadas sobre o texto ou em frente à tela do computador, filtram o excesso de  luz e permitem que a criança enxergue normalmente.

irlen 4

os óculos com lentes coloridas e especiais facilitam o dia a dia da criança e devem ser usados o tempo todo, inclusive em ambiente fechado, porque a luz branca, que é a mais comum em escolas, supermercados e estabelecimentos comerciais de modo geral,  é a mais prejudicial para o Irlen, inclusive mais incômoda do que a luz solar.

Os óculos demoram cerca de 40 dias para ficarem prontos e até lá minha filha está utilizando o overlay para realizar as leituras e tarefas escolares. A cor das lentes varia de acordo com a faixa de luz que precisa ser filtrada, e não com o gosto pessoal. Tudo isso é testado pela equipe da Dra. Marcia.

E quais são os sintomas que podem estar relacionados ao Irlen, ou seja, o que me dá pistas que talvez eu tenha um desses casos dentro de casa?

Pessoas com síndrome Irlen (crianças ou adultos):

  • Tropeçam com freqüência, são desastrados e deixam cair objetos;
  • Levam muito tempo para realizar leituras e para acabar a lição de casa;
  • Queixam-se de dores de cabeça, tensão ou cansaço na escola ou quando lêem;
  • Evitam a leitura ou não tem prazer em ler principalmente em voz alta;
  • Saem-se mal em testes cronometrados ou testes padronizados;
  • Lêem o começo do capítulo e os resumos ao invés de lerem o capítulo todo;
  • Tem mais facilidade em aprender nas discussões orais do que lendo;
  • Esforçam-se bastante para tirar boas notas, mas não conseguem;
  • Podem ser considerados preguiçosos ou desmotivados e sempre lhes dizem que poderiam render mais caso se esforçassem;
  • Tem problemas de fluência e compreensão da leitura;
  • Tem problemas de concentração durante a leitura ou escrita;
  • Distraem-se facilmente ao ler ou escrever;
  • Ficam distraídos ou apresentam desconforto quando estão num local com luzes fluorescentes ou brancas;
  • Entram em estado de devaneio durante a aula;
  • Não conseguem permanecer muito tempo fazendo tarefas acadêmicas;
  • Queixam-se freqüentemente de dores de cabeça, enxaqueca e outros sintomas físicos, tais como dores de estômago, tontura e fadiga;
  • Sempre que podem preferem ficar no escuro ou com fraca iluminação;
  • Sentem-se incomodados com a luz de faróis de veículos e com brilho em geral;
  • Apresentam desconforto visual ao usar o computador e terminam o dia exaustos;
  • Podem apresentar dificuldade ao olhar para listras ou xadrez;
  • Podem apresentar pouca noção corporal espacial ou dificuldade com degraus e escadas rolantes;
  • Têm dificuldade para pegar uma bola que lhes e atirada;
  • Na infância podiam apresentar tendência a brincar debaixo de móveis, dentro de guarda-roupa ou simplesmente com menos luz nos ambientes;
  • Apresentam incômodos também com o som alto ou alergias pelo corpo e principalmente nos olhos porque são extremamente sensíveis também nos outros órgãos dos sentidos;
  • Apresentam pouca coordenação motora grossa e fina.

Lentes são obrigatórias para quem tem síndrome de Irlen

Outra coisa importante que você precisa saber é que as lentes são um recurso necessário porque o impacto do Irlen no desempenho de quem sofre deste quadro tende a impedi-lo de competir em igualdade de condições com seus pares, seja na escola, ou na vida adulta, uma vez que os sintomas se acentuam em locais lotados ou ruidosos, com excesso de movimentação, iluminação ou odores.

 

Direitos do portador de Irlen

irlen 5

Por isso esses pacientes são considerados portadores de necessidades especiais com direito a ajustes diferenciados conforme norma da Secretaria Especial dos Direitos Humanos ligada à Presidência da República. Assim conforme RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 2 de 11 de Setembro de 2001 em seu artigo 5º, inciso 8º e Inciso III, estes pacientes tem direito a adaptações curriculares, adequação das metodologias de ensino, flexibilização e diversificação do processo de avaliação, realizadas individualmente ou em grupo intra e extraclasse.

Outros direitos assegurados referem-se a mais tempo para realização de tarefas e provas; possibilidades de fazer provas em outros ambientes da escola (sala de orientação, biblioteca, sala de estudos em grupo, salas com iluminação ambiental adequada  ou ajustada à luminância mais fisiológica para os casos de fotossensibilidade).

Além disso, as pessoas com Irlen devem receber as seguintes adaptações em casa, na escola ou até no ambiente de trabalho:

  • Posicionamento centralizado e na primeira fileira se possível, longe de portas e janelas para melhor monitoramento do trabalho e atenção, facilitando a aquisição de referências espaciais centrais e periféricas do ambiente;
  • Reforçar o uso dos óculos com os filtros especiais em tempo integral, inclusive em lazer e educação física, a menos que se trate de esportes com contato físico intenso com risco de danificá-los. Basicamente os óculos serão tirados apenas na hora do banho e para dormir;
  • Certificar-se de que não haja claridade excessiva ou reflexo de luz natural na lousa prejudicando a visualização pelo aluno;
  • Imprimir atividades e avaliações com espaçamento duplo, em letra tamanho 12 ou maior, do tipo mais legível possível principalmente na fase de adaptação (referente aos meses iniciais de tratamento dos óculos ou sob o uso de overlays);
  • Ampliar o tempo para realização de tarefas e provas, sem prejuízo de sua socialização no recreio ou momento de folga no trabalho.

irlen 6

Finalmente quero compartilhar com você que nada é mais gratificante para uma mãe do que perceber que está sendo capaz de compreender e auxiliar um filho a lidar com a sua diversidade, sem que isso seja necessariamente um problema.

Foi isso que me motivou a compartilhar com você todas essas informações. Se este artigo e o vídeo que produzi puderem diminuir seus esforços para identificar e sanar as dificuldades de aprendizagem apresentadas por você ou por pessoas que lhe são valiosas, ficarei extremamente feliz em ter podido contribuir.

Agora peço que compartilhe com o maior número de pessoas para que todos sejam avisados e possam ficar alertas a um problema que se não diagnosticado traz conseqüências tão graves, mas que uma vez identificado é de tão fácil resolução.

banner_a gratidao transforma

Gratidão por seu carinho a atenção.

Agora assista ao vídeo com mais dicas e veja minha filha Natália toda feliz mostrando para você o overlay.

E se você quer continuar recebendo artigos e vídeos produzidos por mim, cadastre-se em nosso site agora no botão abaixo:

botão laranja call to action blog

03/05/2016

Síndrome de IRLEN, o que vem a ser isso?

Hoje o assunto é IRLEN e eu quero conversar com você não no papel de psicóloga, palestrante, autora de 5 livros mas sim na qualidade de mãe. E eu quero pedir a sua ajuda para compartilhar esse artigo e vídeo com o maior número de pessoas possíveis porque o tema é […]
02/05/2016

Gratidão como Parceira na busca do Perdão

Entender que a gratidão está ligada diretamente a busca do perdão é algo que irá mudar a forma de encarar a vida. Nos últimos tempos, venho tratando desse assunto de modo bastante especial, pois tenho podido comprovar que a aplicação da gratidão em nossas vidas tem um peso muito importante […]
29/04/2016

A Gratidão é capaz de aumentar a felicidade em sua vida

Durante os últimos dias estou postando artigos que apresentam os 10 benefícios que a gratidão pode trazer para a sua vida e hoje você conhecerá o benefício número 5 que é o seguinte: A GRATIDÃO É CAPAZ DE AUMENTAR A FELICIDADE. Se você já leu outros artigos meus, sabe que […]
28/04/2016

Como a gratidão pode ajudar você a atingir metas

Hoje vou apresentar o quarto benefício de utilizar a gratidão em sua vida: A GRATIDÃO AJUDA A ATINGIR METAS. Se você perdeu os artigos anteriores, procure aqui no site porque essa série de 10 benefícios que estou te apresentando vão convencê-lo de vez que deixar de utilizar a gratidão como ferramenta […]
27/04/2016

A Gratidão atenua dores físicas

O terceiro benefício é: a Gratidão atenua as dores físicas. Hoje vou apresentar o terceiro benefício da série onde estou te ensinando os 10 benefícios que a gratidão é capaz de trazer para a sua vida. Se você perdeu os vídeos ou artigos anteriores, recomendo que volte aqui no meu […]
26/04/2016

Se você não faz escolhas, à vida faz por você

Hoje quero começar a nossa conversa com um alerta bem importante: Se você não faz escolhas à vida faz por você. O tempo todo, esteja consciente disso ou não, você está navegando nas ondas da vida e seguindo adiante, contudo se você escolhe a direção terá um mínimo de controle […]
25/04/2016

A gratidão é capaz de prolongar a sua vida

No artigo de ontem iniciei uma série de conteúdos onde vou te mostrar os 10 benefícios que a gratidão pode trazer para sua vida e o benefício de hoje vai te falar de como a Gratidão é capaz de prolongar a vida. Pessoas gratas vivem mais, tem mais saúde, menos […]
25/04/2016

10 benefícios da gratidão em sua vida

Hoje vou começar uma sequência de vídeos e artigos que chamei de 10 BENEFÍCIOS DA GRATIDÃO EM SUA VIDA. Durante dez dias seguidos apresentarei algum benefício que a gratidão traz e ensinarei um exercício prático por dia que você poderá aplicar para usufruir daquele ganho em sua vida. O primeiro […]
25/04/2016

Gratidão, poderoso antídoto contra a agressão

Você acredita se eu te disse que entre outras coisas, a gratidão pode ser um poderoso antídoto contra a agressão? Parece incrível mais é verdade. Fica comigo que eu vou te mostrar pesquisas científicas que provam isso. Certa vez um jovem comentou com seu mestre ancião: – Mestre, eu sinto […]
25/04/2016

A gratidão e a saúde física e emocional

Como será que a Gratidão atua sobre a sua saúde? Muita gente diz que ela traz benefícios, eu mesma já apresentei algumas informações e alguns estudos aqui em meu site e hoje trago uma outra pesquisa muito interessante que foi feita pelo Paul Mills, professor de medicina da Universidade da […]