O tema de hoje é: Não existe felicidade sem gratidão.
não existe felicidade sem gratidão

Não estou falando de uma opinião pessoal, tenho pesquisado muito, lido sobre o tema, olhado o que muitos autores, profissionais de ponta no mundo inteiro estão pesquisando dentro das universidades, nos mercados de trabalho sobre a gratidão, assim como de que maneira ela afeta você, inclusive na forma como você funciona, e mais especificamente o seu cérebro. Vou te apresentar várias pesquisas para você conhecer de que maneira os cientistas estão chegando a essas conclusões. Isso não é balela, não é simples papo de psicólogo bem-intencionado, ou de profissional de autoajuda despreparado; realmente a gratidão transforma e traz benefícios muito poderosos para a sua vida.

Robert Emmons, professor de psicologia da Universidade da Califórnia, uma das grandes autoridades na área da gratidão, já fez vários estudos e se uniu com outros profissionais para fazer pesquisas científicas com uma amostragem capaz de validar os resultados e ser considerado ciência, acerca dos benefícios que a gratidão pode trazer para a sua vida. Ele afirma que não existe felicidade sem gratidão, as duas coisas estão intimamente unidas e isso foi fruto da pesquisa que fez com uma amostra bastante representativa e constatou que as coisas acontecem juntas no cérebro.

banner_a gratidao transforma

Quando você está agradecido a sua felicidade aumenta. Se você está feliz, se sente grato pelas coisas que estão acontecendo a sua volta, sejam elas quais forem, tais como gratidão voltada para a vida, para Deus, para você mesmo, colegas, os dois sentimentos aparecerão de mãos dadas. Além dessa conclusão poderosa, Emons faz uma revelação fabulosa: ele ensina nada mais nada menos do que os três elementos para criar a felicidade. Você saberá a partir de agora quais são as três coisas poderosas que se estiverem acontecendo na sua vida você vai ser feliz. Todo mundo quer descobrir o segredo da felicidade não é mesmo? Tantos autores já tentaram falar sobre isso, tantas pessoas já pesquisaram sobre o assunto e Emmons nos ensina isso de uma maneira muito interessante. Vamos ver então que elementos são esses.

  1. Relacionamentos significativos

Se você tem relacionamentos significativos na sua vida tem grande probabilidade de ser feliz. Se está apaixonado seu coração pulsa em ritmo acelerado sem precisar de estímulos fenomenais; se tem um grande amigo na sua vida, consegue se sentir feliz no momento que sai pra conversar com ele; se tem uma família muito especial com quem cultiva fortes laços, vê o seu destino e a sua história sendo alterados quando está em momentos especiais com eles, como num passeio ou numa viagem, e o coração fica aquecido. Então relacionamentos significativos são um dos elementos da felicidade. Não é por acaso que pessoas infelizes, depressivas, tendem a ser seres solitários. É possível se sentir solitário, mesmo com milhares de pessoas a sua volta, até porque a solidão não tem nada a ver com existirem ou não pessoas a sua volta e sim com pessoas com as quais você faz contato. Se você se sente só, em pouco tempo começa a se sentir infeliz, mas se você tem relacionamentos significativos a felicidade acontece.

relacionamentos significativos

  1. Viver no momento presente

Sabe por que isso é tão poderoso? A maioria das pessoas vive no passado, lembrando as coisas que não deram certo, e as que funcionaram, mas que ficaram lá atrás, em forma de um tempo que não volta mais; outras pessoas vivem no futuro, tentando adivinhar o que vai acontecer no “lá e então” e dificilmente essas duas categorias de pessoas colocam a energia no aqui e agora, ou seja, no presente. Acontece que felicidade não é uma coisa que se estabelece no passado, embora você possa recordar bons momentos; a felicidade também não é algo que se vive no futuro, embora você possa imaginar situações interessantes; a felicidade acontece no aqui e agora. Então quando você tem relacionamentos significativos, e é capaz de focar a sua atenção no aqui e agora, você já tem dois elementos poderosos para ser feliz.

viver o momento presente

  1. Gratidão

Se você não consegue ter gratidão pela vida, pelas bênçãos que te surpreendem, pelas coisas a sua volta, pelos amigos que você tem, pela sua saúde, por tudo que acontece no seu dia a dia, você dificilmente vai conseguir ser feliz. Felicidade e gratidão andam de mãos dadas, para uma acontecer a outra precisa estar presente.

Construa relacionamentos significativos, viva realmente o momento presente e pratique a gratidão e você estará pronto para usufruir da verdadeira felicidade. Lembre-se disso em sua vida.

gratidão-

banner_a gratidao transforma

E agora confira tudo isso no vídeo que preparei para você:

Lembre-se: para continuar recebendo conteúdos de qualidade cadastre-se aqui em meu site.

botao-blog

11/04/2016

Não existe felicidade sem gratidão.

O tema de hoje é: Não existe felicidade sem gratidão. Não estou falando de uma opinião pessoal, tenho pesquisado muito, lido sobre o tema, olhado o que muitos autores, profissionais de ponta no mundo inteiro estão pesquisando dentro das universidades, nos mercados de trabalho sobre a gratidão, assim como de […]
08/04/2016

Quando a gratidão entra, a depressão sai

Você já deve ter percebido que eu tenho falado muito sobre o tema gratidão e agora vou explicar por que. Ministro vários cursos e treinamentos, e de um tempo para cá tenho observado que todas as vezes que meus alunos não apresentam resultados na velocidade que eu gostaria, basta que […]
08/04/2016

Monetize seu propósito de vida.

Qual a importância do seu propósito de vida? Qual o legado que você quer deixar para suas próximas gerações? O propósito é aquilo que dá sentido à sua existência, por isso é fundamental encontrarmos o nosso propósito. Agora se além de encontrar o seu propósito, você conseguir também monetizá-lo, ou […]
07/04/2016

A gratidão é quem dá o show!

Para você que está passando por um momento difícil, já tentou de tudo e ainda não conseguiu achar a luz no fim do túnel, eu preciso te dizer que, finalmente, você chegou ao lugar certo… Isso porque, eu também já estive no mesmo barco que você! Teve uma época em […]
07/04/2016

Gratidão não é só uma questão de crença.

Quando você escuta a palavra gratidão, o que te vem à cabeça? Acredito que você deve pensar que esse é um sentimento que todos nós devemos ter por situações que a vida faz acontecer, não é mesmo? Bom, eu quero que você deixe o senso comum um pouco de lado […]
14/10/2015

Preciso de Ajuda: Como Encontrar Auxílio e o Que Fazer

Parece incrível, mas a melhor maneira de sentir-se fortalecido num momento de dificuldade é livrando-se das amarras do ego, tirando o foco de si mesmo, e procurando ajudar outra pessoa que esteja precisando de auxílio. A recompensa é a felicidade por perceber que suas ações são capazes de afetar a […]
09/06/2015

Livre-se dos entulhos

Você quer ter uma vida próspera e feliz? Quer mesmo? Então que tal se hoje começarmos a trabalhar para isso? Eu preciso te dizer que vida nenhuma é prospera se estiver pesada e intoxicada. Mesmo sem saber você provavelmente mantém toxinas em casa, que estão drenando sua energia e levando […]
05/05/2015

Autodisciplina: 5 Passos Infalíveis para Desenvolver

Você se considera uma pessoa disciplinada? Ou é do tipo que age de acordo com seu humor, sua boa vontade, para que lado sopra o vento ou a força das marés? Ninguém pode torná-lo disciplinado. A disciplina é um presente que damos a nós mesmos. A disciplina é o preço […]
17/03/2015

Cuidado para não ser refém de suas próprias emoções!

O Refém Emocional Hoje quero conversar com você a respeito de suas emoções. Pierre Weil, em seu livro “O corpo fala”, compara o ser humano com uma esfinge composta por três animais: a águia, que fica na cabeça e representa a inteligência; o boi que se localiza nos quadris e […]
24/02/2015

A palavra libertadora

Deixe-me começar este vídeo esclarecendo que não sou a favor de se usar palavras de baixo calão. Outro dia eu estava na praia e escutei uma mulher falando um monte de palavrões apenas porque estavam extremamente inseridos no vocabulário dela. Olhei o não verbal, o entorno, a cadeira de praia, […]