Você é uma pessoa ansiosa? Aliás, você sabe o que é isso e até que ponto é normal sentir ansiedade? Então, vem cá que hoje eu quero te ajudar a entender melhor esse problema que está assombrando muita gente por aí.

 

Todos os dias Maria Júlia, mãe e empresária, faz uma pequena viagem. Ela deixa a filha na escolinha e segue até o trabalho de carro. No entanto, sempre que ela está pronta pra começar o dia, uma grande ansiedade toma conta do seu corpo. Um pequeno receio, que só desaparece quando, finalmente, ela coloca as chaves na ignição e da partida rumo aos seus afazeres.

Talvez Maju, nossa heroína, fique tensa por dirigir, ou por ficar preocupada com a filha, ou até mesmo por ter de lidar com um chefe que deixa todo mundo tenso no ambiente de trabalho. O fato, é que esta chama de incerteza surge dentro dela de forma, muitas vezes, inconsciente.

Conseguiu se identificar com essa história? Pra ficar bem claro para todos, a ansiedade nada mais é do que uma emoção, uma reação instintiva do nosso organismo que faz parte dos nossos sentimentos.

É aquela sensação de euforia que você sente quando está para receber uma notícia importante. Seja o resultado de um exame, uma promoção no trabalho, ou até mesmo quando recebe uma ligação da escola do filho. É a expectativa, um pequeno nervosismo, que gera frio na barriga, faz as mãos suarem e dá até vontade de roer todas as unhas (até as dos pés, se possível)..

E deu pra perceber? A ansiedade surge por causa de eventos futuros, sobre coisas que nós não temos o controle. É o nosso organismo dizendo: “opa, não sei,  não.. talvez dê certo, mas também pode dar errado. O que eu faço agora?”

No entanto, o esperado é que ela suma logo que o evento  para seu pretexto chegue ao fim.

Agora, se esse não é o seu caso, aliás, se você sente que sofre tudo em um grau constante e muito mais intenso, chega mais que precisamos falar a respeito.

 

Quando a ansiedade te paralisa

Sabe quando a incerteza te faz não arriscar? É quando a gente foge de sentar na primeira fileira por medo de que nos perguntem alguma coisa. Ou quando a gente quer muito cortar o cabelo, mudar a cor, mas não sabe se vai ficar bacana e aí desiste da ideia.

Claro, que isso são exemplos simples, e até parecem bobos, mas você não fica frustrado por não ter coragem de colocá-los em prática? De fazer algo novo por você mesma (o)?

É aí, que a ansiedade começa a te atrapalhar.

Porque você paralisa. Você desiste e fica na sua zona de conforto. É lógico, ficar ali no seu cantinho parece a garantia de que nada vai poder te atingir. Só que ao mesmo tempo não há evolução ou crescimento pessoal.

O nosso cérebro costuma pregar peças e ele sempre vai agir de um jeito para nos proteger de possíveis situações de risco. No entanto, você precisa aprender a trabalhar esses pensamentos para que eles te encham de coragem e te façam persistir, e não simplesmente virar as costas.

Quando a gente não consegue se desvencilhar da ansiedade, ela começa a nos afetar com efeitos físicos e emocionais. Hoje, em dia, com a correria do trabalho, trânsitos caóticos, problemas familiares e até mesmo o mundo digital, faz com que as pessoas estejam sobre pressão diária.

E essa é a maior reclamação de todas.

É como se a todo o momento estivéssemos carregando um fardo gigantesco nas costas que não conseguimos tirar. Ele fica ali nos ombros, pensando mais dia após dia e causando sensações cada vez piores.

Veja alguns sintomas de ansiedade excessiva:

– Preocupações e medos exagerados (você não consegue relaxar e curtir o seu momento de lazer)

– Sensação de angustia diária

– Pensamentos constantes de preocupação com saúde, dinheiro, família ou trabalho

– Medo extremo de alguma situação ou objeto em particular

– Medo exagerado de ser humilhado publicamente

– Insônia diária

– Falta de ar antes ou após situações que te causaram essa ansiedade

– Coração acelerado

– Tensão muscular

– Constante irritabilidade

– Comportamentos compulsivos (TOC)

–  Vícios

 

Como a gratidão pode te ajudar a controlar a ansiedade

 

A gratidão nos faz viver no presente, não é mesmo? Seja agradecendo pelo café da manhã, por um bom dia que recebemos ou um sorriso. A gente agradece pelo que mais de maravilhoso ocorreu no nosso dia, e seguindo essa linha positiva, ficamos esperando por mais coisas boas. A ansiedade é justamente o oposto disso. Ela te faz sofrer por coisas que estão lá na frente. Que podem ou não acontecer, e que te fazem ter medo do que ninguém sabe. É um vírus que entra pelo corpo, e se não tomarmos cuidado, ele fica ali estabelecendo raízes cada vez mais profundas.

É um constante ciclo de sofrimento pelo que ninguém controla, e aí é a hora de refletir e pensar  se sentir dessa forma vale a pena. Afinal, por que sofrer pelo que não se sabe?

Eu, particularmente, acho isso injusto com você mesma (o).

Coloque os seus pensamentos no presente, no aqui e agora. Pergunte-se: eu mereço sofrer dessa forma por algo que eu nem sei qual será o resultado?Eu mereço me sentir angustiado assim?  Ou faça melhor! Pegue papel e caneta, e liste as coisas que te tiram o sono. Aquelas coisas que você sabe que te deixa ainda mais ansiosa. Vocês devem perceber que eu falo bastante sobre fazer listas e colocar em um folha tudo o que estamos sentindo. Mas, esse exercício simples é poderoso por desabafarmos e extravasarmos os nossos sentimentos.

Agradeça por ter a oportunidade de fazer algo que tanto queria ao invés de se esconder de baixo das cobertas. A ansiedade deve te dar aquele prazer em passar pelas situações por simplesmente estar ali, tentando com todas as suas forças. E não te afetar de tal maneira que te condene a evitar situações mais difíceis, afinal, momentos que vão exigir mais de você sempre existirão. E aí é que está a graça da vida. É a gente fazer aquele esforço, é sair da nossa zona aconchegante onde nós temos a chance de mostrar um lado nosso que ninguém conhece.

Aos invés de dizer: “ e se”, “ah, mas eu não sei”, “será?”, diga: “opaa, eu não sei, mas vamos em frente”, “não posso controlar o que vai acontecer”, “está tudo bem, eu não tenho como adivinhar o resultado final disso”.

Agradeça hoje e  liberte-se.

5 Exercícios para colocar em prática: 

Toda mudança precisa de um começo e tudo pode mudar se você quiser, basta começar AGORA!

  • Invente atividades novas, que
    saiam da sua rotina. Vá aquela  feirinha de domingo. Passei. Vá ao parque. Comece um livro. Não precisa ser nada luxuoso, apenas algo que te tire da rotina e te faça expandir os horizontes.
  • Organize-se! A ansiedade muitas vezes surge por termos uma grande quantidade de atividades para fazer. Então, evite transtornos, pare de procrastinar e coloque na agenda as tarefas mais importantes e que precisam da sua atenção com urgências, das que podem ficar para mais tarde.
  • Foque no presente. Isso é um exercício diário. Planejar é sim muito importante, mas comece a pensar no dia de hoje, faça com qualidade e deixe pra se preocupar com o amanhã quando ele chegar.
  • Agradeça. Seja grato por hoje e por ter a chance de poder se testar e fazer coisas novas.
  • Mude de atitude! Trabalhe sua autoestima e pense positivo. Quanto mais energia boa você atrair, mais confiante se sentirá.

Há felicidade nas coisas mais simples e essas coisas são duradouras. Alimente a sua gratidão dessa forma e seja feliz hoje.

Para saber mais sobre como controlar a sua ansiedade, assista o vídeo abaixo:

Se você gostou deixe seus comentários aqui abaixo, compartilhe este artigo e inscreva-se aqui no site para receber todas as novidades que estamos sempre criando pra você:

 

Quer participar da minha lista VIP no WhatsApp e receber conteúdos exclusivos?

Envie seu NOME e SOBRENOME para o meu WhatsApp: 48 99135-1146 

15/02/2017

Como Controlar sua Ansiedade: 5 Dicas para Praticar Hoje

Você é uma pessoa ansiosa? Aliás, você sabe o que é isso e até que ponto é normal sentir ansiedade? Então, vem cá que hoje eu quero te ajudar a entender melhor esse problema que está assombrando muita gente por aí.   Todos os dias Maria Júlia, mãe e empresária, […]
14/02/2017

Porque ser Coach Palestrante

Você sonha ou já sonhou em ser um coach palestrante? Sabe a importância de unir as duas áreas de atuação em apenas um profissional? Antes, é preciso entender do que se trata. O coach é uma pessoa especializada em ajudar nas diferentes áreas do desenvolvimento humano. Ou seja, ele pode […]
08/02/2017

Falar em público: habilidade nata ou adquirida?

Falar em público pode ser um grande desafio para muita gente. E nesse caso, há sempre uma pergunta que as pessoas me fazem: afinal, discursar bem na frente dos outros é uma habilidade nata ou adquirida? Vem comigo que eu vou te explicar sobre isso.   Essa é uma velha […]
07/02/2017

Quem não se comunica, se trumbica

Olá, querido leitor! Tudo bem com você? Conforme no nosso último encontro, prometi que falaria sobre a importância de uma boa comunicação e de que forma ela pode nos ajudar a melhorar o nosso dia a dia e até mesmo nos ajudar a realizar grandes objetivos. “Quem não se comunica, […]
03/02/2017

Porque decidi ser palestrante

Olá, meus leitores! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim aqui compartilhar um pouquinho da minha trajetória de vida e matar uma curiosidade que muita gente tem a meu respeito. Afinal, por que eu decidi ser palestrante?   Eu costumo dizer que nós aprendemos muito quando observamos os erros e […]
02/02/2017

Dica simples para ter foco: Segunda Lição do Mestre Yoda

Como ter foco? Esse é o segundo tema da série: Lições do Mestre Yoda. Para quem ainda não sabe, desde semana passada comecei uma série de artigos aqui no site, e vídeos no meu canal do Youtube, com algumas coisas que podemos aprender com Yoda, um personagem muito importante do universo […]
01/02/2017

Agradecer: um remédio diário contra a depressão

Está cansando de se sentir triste e deprimido todos os dias? Eu quero te ajudar a passar por isso. Hoje, você entenderá como a gratidão pela vida e por tudo que possui pode prevenir e curar a o maior mal do século XXI: a depressão.   A depressão é descrita […]
14/10/2016

Dica 3: Planeje seu tempo e pare de procrastinar

Vamos para a nossa terceira dica poderosa para vencer a procrastinação. Hoje vou te ensinar a como planejar o seu tempo. Se você ainda não leu as dicas anteriores,  dá uma chegadinha na dica 1 e dica 2, para entender o passo a passo que estou proporcionando. Dica de hoje: […]
21/09/2016

Fundo do poço: como repensar sua zona de conforto

Sabe aquele momento na vida em que você se sente no fundo do poço? Quando a sensação é que não dá para descer mais do que aquilo? Quando  parece que tudo o que poderia piorar ou complicar já aconteceu? Com certeza ou você já passou por isso ou conhece quem […]
20/09/2016

Boa Ação: uma atitude transformadora

Você já fez alguma boa ação na vida? Tenho certeza que sim. Mas se você não sabe ao certo, vão aqui alguns exemplos:   -ajudar alguém a carregar as compras; -manter uma porta aberta para alguém que vem logo atrás passar; -pegar algo numa prateleira alta para quem não alcança; […]