Cadastre seu e-mail para receber dicas fantásticas sobre SUCESSO e PROSPERIDADE

Como Ser Uma Pessoa Melhor: 2 Exercícios Simples

Pessoas gratas não usam lentes cor de rosa

foto 1

Hoje eu quero te fazer uma provocação. Algumas pessoas me fazem o seguinte questionamento: “Marcia esse negocio de ficar agradecendo por tudo, agradecendo por todas as coisas que acontecem na vida, agradecendo até pelos problemas, será que a gente não está tentando enxergar o mundo com uma lente cor de rosa? Agora tudo é perfeito, agora o mundo é maravilhoso, nada mais existe para se preocupar, você tem que encontrar o lado bom até nas coisas ruins. Será que não é um jeito de distorcer a realidade? Deixar de ser realista para ser excessivamente otimista”?

Essa pergunta pode ser respondida com o estudo da Alice Isen, uma das profissionais do ramo da psicologia, que começou a pesquisar a respeito do assunto para saber se as pessoas gratas distorcem a realidade e o que ela constatou é que isso não ocorre.

Segundo suas pesquisas, o que acontece de fato é que as pessoas gratas inclusive pensam melhor, do que aquelas que não praticam a gratidão.

banner_a gratidao transforma

As pesquisas consistiam no seguinte:

No exercício 1: os alunos pesquisados recebiam uma série de palavras aleatórias , mais especificamente 3 ou 4 palavras, que a principio uma não tinha nada a ver com a outra e eles tinham que descobrir a correlação entre as palavras.

No exercício 2: os pesquisados precisavam pregar uma vela em um castiçal numa determinada parede, só que tinham alguns obstáculos do tipo: a taxinha era pequena demais, a vela era frágil demais e quebrava com facilidade.

Alice Isen aplicou esses dois exercícios em dois grupos distintos. No primeiro grupo, antes de aplicar o exercício das palavras aleatórias, ela estimulava os alunos a realizarem tarefas de gratidão e no segundo grupo, não havia qualquer estímulo anterior antes do exercício, ou seja, o estímulo era neutro.

Já no exercício do castiçal e das velas, ela passava filmes antes da tarefa dividindo o grupo em três subgrupos. No primeiro grupo ela passava um filme bem pesado com imagens negativas; no segundo, um filme neutro; e no terceiro, um filme positivo, divertido e agradável.

foto 2

E o resultado é impressionante porque as pessoas que viram o filme negativo ou que não foram estimuladas para a gratidão tendem a acertar a tarefa em 20% apenas. Agora as pessoas que assistiram ao filme de comédia, ou que foram estimuladas para a gratidão, variam a taxa de conclusão da tarefa com sucesso entre 58% a 78%.

Olha o quanto é gritante a diferença. E aí está a grande questão: as pessoas gratas pensam melhor, têm mais efetividade nos resultados das tarefas, mas será que elas distorcem a realidade? Será que a vida apresenta problemas e elas não enxergam porque estão vendo tudo cor de rosa como a personagem Pollyanna do clássico da literatura infanto juvenil?

Caso você não conheça Pollyanna cabe aqui um esclarecimento. Pollyanna, uma menina de onze anos, após a morte de seu pai, um missionário pobre, se muda de cidade para ir morar com uma tia rica e severa que não conhecia anteriormente. No seu novo lar, passa a ensinar, às pessoas, o “jogo do contente” que havia aprendido de seu pai. O jogo consiste em procurar extrair algo de bom e positivo em tudo, mesmo nas coisas aparentemente mais desagradáveis.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pollyanna

foto 3

Bem, mas vamos voltar à nossa pesquisa. Alice Isen constatou que as pessoas gratas pensam melhor, mas nem por isso enxergam de maneira positiva o que é negativo. Quando, por exemplo, os alunos que foram expostos a exercícios de gratidão foram colocados frente a frente com fotos de Hitler e todos os horrores do holocausto que ele provocou a resposta não era positiva ou complacente, nem mesmo neutra; era extremamente negativa.

Conheça a pesquisa de Alice Isen aqui:

http://www.acrwebsite.org/volumes/6302/volumes/v11/NA-11

O que acontece então com a gratidão? Ela estimula o aparecimento de respostas ou reações positivas no que existe uma tendência a ser positivo. Então imagine uma situação potencialmente positiva que poderia passar despercebida por alguém que não foi estimulada com a gratidão, não escapa aos olhos treinados das pessoas gratas, que identificam ali algo muito bom escondido.

No entanto quando o panorama é negativo de forma alguma a pessoa grata fica mais tranquila ou tolerante, ou aceita a situação com mais facilidade, apresentando maior doçura em relação ao estimulo. Elas sabem ser duras com quem merece.

Pessoas gratas têm pré-disposição a ajudar mais, no entanto isso só ocorre em relação a pessoas que merecem ser ajudadas, ou seja, a gratidão não te deixa cego, não te deixa bobo, ela simplesmente estimula e potencializa o que tem de bom em cada situação. Agora os episódios ruins continuarão a ser vistos e julgados com o rigor que eles merecem.

Aliás, a capacidade de avaliação e de colocar limites no que precisa ser dado limite é até maior nas pessoas que praticam a gratidão. Ou seja, dai a Cesar o que é de Cesar.

banner_a gratidao transforma

E agora confira tudo isso no vídeo de hoje:

E para continuar recebendo artigos e vídeos de qualidade cadastre-se em nosso site aqui.

botão laranja call to action blog

 

Marcia Luz
Psicóloga, pos-graduada em Administração de Recursos Humanos, especializada em Gestal-terapia e mestre em Engenharia de Produção. Professora de Pós-graduação e palestrante. Autora dos livros: Lições Que a Vida ensina e a Arte encena, Outras Lições Que a Vida Ensina e a Arte encena , Construindo um Futuro de Sucesso e O Best Seller Agora é Pra Valer. Coach Executiva e Pessoal formada pelo ICI ( Integrated Coaching Institute), com curso certificado pelo ICF ( International Coaching afederation). Sócia-Presidente da Plenitude Soluções Empresariais Ltda. Idealizadora do CONADE - Congresso Nacinal de Autodesenvolvimento - Totalmente online, que reune os Gigantes do desenvolvimento humano no Brasil; Atingindo mais de 22.000 participantes em sua primeira versão (2014).

QUER SALTAR PARA O PRÓXIMO NÍVEL DE SUA VIDA?

Eu vou te mostrar que SUCESSO não é uma questão de sorte ou azar. A grande sacada do sucesso profissional e pessoal é que ele pode ser construído com o auxílio de uma metodologia específica, que atua sobre as crenças limitantes e os sabotadores, eliminando-os de vez. E isso vai te fazer saltar para novos patamares de resultados, atraindo prosperidade e realização para sua vida.

SAIBA MAIS

© 2016 Marcia Luz. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Termos de Uso. Desenvolvido por Blueberry Marketing.

Top